Trabalhando com pessoas a quase 30 anos, algumas respostas ouvidas em entrevistas tem me deixado bastante incomodada. Cada vez mais a pessoa tem dificuldades para falar sobre sonhos. Ou elas não conseguem contextualizar com o que sonham ou, simplesmente, apenas sonham e não evidenciam um movimento estruturado para realizar.

Será este o fim da esperança? Ou, talvez, apenas não estamos percebendo que não sonhamos mais?

É importante sonhar sim! Mas, existe um longo caminho a ser trilhado até realiza-lo. O caminho é específico para cada sonho e precisa ser seguido de um planejamento, onde cada etapa importante a ser ultrapassada, foi minuciosamente estabelecida. Cada etapa deve ser vista como um desafio que contará com muita perspicácia do sonhador para que seja bravamente vencida.

O autoconhecimento é um forte aliado nesta conquista. Entender quais aspectos do seu estilo de vida vão ajuda-lo e quais podem comprometer, vai fortalecer a estratégia e ainda permitir reposicionamentos com sabedoria. Também favorecerá respostas rápidas aos contratempos encontrados.

Outro grande desafio é responder positivamente ao fracasso. Terceirizar culpas ou se deixar abater não te aproxima dos seus sonhos. É preciso ter bom discernimento e muita humildade para, com otimismo e confiança, promover mudanças e aprendizados. Somente com uma leitura correta da realidade e atitude positiva, se consegue chegar ao triunfo.

O primeiro passo à partir de agora começa então com uma reflexão simples? Com o que eu sonho? Se você já tem uma resposta já está em condições de planejar a sua jornada até realiza-lo. Cuide de cada detalhe importante, eles garantirão a sua permanência na rota certa.

Martha Zouain

Psicóloga e Diretora da Psico Store

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *