Hoje em dia é difícil encontrarmos motoristas que nunca receberam uma multa no trânsito. Isso acontece porque a rotina puxada que acometeu a vida das pessoas fez com que elas entrassem no modo automático. Muitas vezes elas não estão atentas ao que estão deixando de lado, em virtude de suas necessidades.

Esse ritmo acelerado é fruto do volume de informações, metas e resultados ousados (pessoais e profissionais). Ele é baseado na necessidade de desenvolvimento e a insegurança no geral.

Por isso, na ânsia de cumprir compromissos e prazos, muitas vezes, com facilidade, alguns motoristas acabam abrindo mão de uma direção segura.

Os comportamentos agressivos no trânsito passaram a ser uma maneira de dar vazão a outros sentimentos ruins que acometem a vida. Por exemplo, brigar no trabalho ou em casa e descarregar isso discutindo no trânsito ou tendo um comportamento provocativo com outros motoristas.

As pessoas estão, de certa forma, canalizando uma energia ruim para a sua forma de dirigir e/ou interagir com os motoristas. O reflexo disso é o caos que se transformaram as vias públicas e estradas.

Tudo isso também é resultado do individualismo que se instalou em nossa sociedade. A empatia, com toda certeza, é o maior desafio do mundo atual. E para ser empático ao ponto de se colocar no lugar do outro é preciso sair da individualidade. Ao fazermos isso, é possível entender melhor as coisas ruins e interagir melhor com as mesmas.

Conheça a Psico Store!

Ademais, continue acessando nosso blog.

Imagem: freepik

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *